16
Dom, Dez

Dois túmulos antigos ficaram bastante danificados após um ataque em Jerusalém. Os incêndios foram causados na última sexta-feira (11). Os investigadores de Israel não sabem quem ateou fogo no túmulo de Absalão (filho do Rei Davi) no Vale do Cédron, em frente ao Monte do Templo. Outro túmulo atingido foi o de Jeosafá , o quarto rei de Judá que governou durante 25 anos.

Os túmulos estão entre um conjunto de outros túmulos antigos, na base do Monte das Oliveiras. O túmulo de Absalão é identificado tradicionalmente como um monumento à figura bíblica do mesmo nome, embora os arqueólogos acreditam que o local seja do século I antes de Cristo.

Segundo a “Times” de Israel, os incêndios começaram às 16h15 da última sexta-feira (11) e causaram danos consideráveis ​​às estruturas de mais de 2 mil anos.

Assaf Avraham, administrador do Parque de Israel, responsável pelo parque nacional que circunda as muralhas da Cidade Antiga, disse em um comunicado que as chamas "causaram danos aos valores do patrimônio histórico e das gemas arqueológicas de grande valor".

Ele acrescentou: "Vamos agir na medida das nossas capacidades, com a aplicação da lei, incluindo a polícia, para encontrar os responsáveis ​​e trazê-los à justiça", ressaltou. Um porta-voz da polícia se recusou a comentar o caso.

A “Times” de Israel informou que três outros suspeitos de ataques incendiários dirigidos a caminhões municipais de esgoto, também ocorreram em Jerusalém, na noite de sexta-feira. Apesar disso, eles afirmaram que ainda não havia indicação de que houvesse qualquer relação entre os incêndios e o suspeito do ataque aos túmulos antigos.

Um cristão chinês indígena, conhecido como Yuki, convertido ao cristianismo e que mora no sul da China, compartilhou em um artigo anterior desta série sobre a disponibilidade de Bíblias em seu país. Agora ele comenta sobre a Bíblia online e como os cristãos se beneficiam dela por lá. Da última vez em que ele se pronunciou, esclareceu que é possível comprar Bíblias em igrejas e algumas poucas livrarias cristãs. "Com o desenvolvimento da tecnologia de rede, o crescente número de usuários de internet na China gerou uma grande base de compras online", explica ele.

De acordo com a Nielsen Online, a China tem agora 674 milhões de usuários de internet e há recursos abundantes para aqueles que a acessam. "Hoje em dia, é muito comum para os cristãos comprar ou acessar uma Bíblia pela internet e outros materiais relacionados à nossa fé. Existem programas de leitura, vários softwares disponíveis, diferentes versões, além das livrarias virtuais. Basta clicar no produto desejado e aguardar alguns dias para recebê-lo em casa. Se digitarmos a palavra ‘cristianismo’, por exemplo, 4.713 ítens serão listados", diz o chinês.

Ele conta que entre os mais diversos sites, o mais famoso é www.taobao.com. "É a maior plataforma comercial online na China, além de oferecer os melhores preços. Se digitarmos a palavra ‘Bíblia’ em sua ferramenta de busca, aparecerá centenas de opções. Existem também as plataformas de e-business como a famosa www.jingdong.com. Há um aplicativo para dispositivos móveis iPad, iPhone e Android, através do qual podemos estudar a Bíblia em diferentes idiomas e comentários valiosos, com o significado de cada passagem bíblica e ainda com notas de concordância. Existem até mesmo jogos bíblicos em vários dialetos chineses que, muitas vezes, compramos até para os idosos, pois é uma excelente ferramenta de evangelização", compartilha.

"Como vocês podem ver, temos várias maneiras de obter materiais cristãos aqui na China. Espero que estas minhas informações ajude os cristãos ao redor do mundo a terem uma perspectiva mais atualizada sobre o cristianismo por aqui. Aqueles velhos tempos em que um cristão mal podia ler a Palavra de Deus se foram para sempre. Novos tempos chegaram por aqui, glórias a Deus por isso e saibam que somos muito gratos por todas as orações", finaliza Yuki.

A Missão Portas Abertas tem visitado a família para prestar todo tipo de ajuda e também para lembrá-los que Deus está sempre presente

 O líder cristão colombiano Javier* e sua família foram ameaçados por uma gangue criminosa e agora estão vivendo escondidos. Segundo informações locais, nos últimos meses foram complicados para eles. A Portas Abertas tem visitado a família para prestar todo tipo de ajuda e também para lembrá-los que Deus está sempre presente para restaurar a fé a coragem para enfrentar a perseguição religiosa.

A Colômbia ocupa a 46ª posição na Classificação da Perseguição Religiosa de 2016. Formalmente, é um país democrático moderno, onde a liberdade religiosa é garantida. No entanto, grandes áreas do país estão sob o controle de organizações criminosas, cartéis de drogas, revolucionários e grupos paramilitares. Os colombianos sofrem com conflitos entre as organizações do país há décadas, mas os cristãos são especialmente vulneráveis a tais hostilidades.

Atualmente, há notícias de que o governo colombiano e as Farc estão se movendo em direção à paz. "Vamos orar para que essa paz que está sendo discutida entre eles possa também atingir as áreas rurais e as igrejas locais. Precisamos de mais segurança e melhor qualidade de vida para os cristãos que vivem aqui. Hoje em dia, é muito perigoso para um cristão colombiano prestar culto a Deus e frequentar uma igreja", pede um dos analistas de perseguição e finaliza.

*Nome alterado por motivos de segurança.

 

Pedidos de oração

  • Ore por Javier e sua família para que tenham plena confiança na proteção de Deus, durante esse período difícil.
  • Peça a Deus para que os cristãos colombianos tenham sua fé renovada enquanto o governo negocia com as Farc.
  • Ore também para que os políticos encontrem estratégias para manter o povo seguro e que as negociações de paz também possam beneficiar os cristãos.

Levar a Palavra de Deus para países onde a pregação do evangelho é proibido e um desafio que coloca a vida de muitos cristãos em risco. Mas pelos milagres presenciados os missionários entendem que vale a pena continuar neste propósito tão arriscado.
Em entrevista ao site da Portas Abertas um cristão relatou como é distribuir Bíblias nesses países onde a única forma de levar a mensagem é contrabandeando os livros.
“Não é fácil depender das pessoas. Distribuir Bíblias clandestinamente é um trabalho que deve ser feito em equipe e o processo é demorado”, explica um colaborador da Portas Abertas.
Para levar as Bíblias até os cristãos desses países, é preciso pensar e definir formas de levá-las sem levantar suspeita dos órgãos de segurança.
“Muitas vezes, eu tenho uma ideia que parece ser criativa para transportar as Bíblias, mas só posso colocar em prática se todos concordarem com o plano. Às vezes, as pessoas envolvidas acham muito arriscado e eu não posso força-las”, explica o cristão.
O trabalho é difícil e quem o realiza pensa primeiramente em ajudar os cristãos, sem esquecer dos riscos que sofre. “Todos nós assumimos riscos, mas temos a liberdade de escolher o quão longe nós iremos. Nós sofremos muita pressão do governo e qualquer passo errado pode nos levar à prisão, mas nós temos confiado no Senhor, que tem nos guardado.”
O colaborador diz também que há momentos de cansaço, onde ele tem vontade de descansar e parar os trabalhos, mas ele sempre pensa melhor e continua a exercer esse chamado. “Confesso que tem dias que fico cansado e tenho vontade de me sentar sob uma figueira, em qualquer lugar e envelhecer em paz. Mas eu sei que Deus quer que eu continue, porque ele confirma isso com frequência. Jesus está envolvido nisso e não vou recuar”.
Em dezenas de países ser cristãos é um perigo e o simples fato de ter um exemplar da Bíblia já te coloca em risco, podendo te levar à prisão ou a sofrer uma série de perseguições. Mesmo assim, as igrejas e os pequenos grupos de cristãos que se formam nestes países precisam da Palavra de Deus e são pessoas como este missionário que se esforçam para levar o livro até eles.

Mais Artigos...