26
Ter, Mar

Família
Fontes

Como estão as suas convicções? Bem, ser evangélico é uma opção que podemos ter nas nossas escolhas de vida, uma forma de encarar o mundo que nos rodeia, então, ser evangélico é acreditar em Deus e no seu filho Jesus Cristo com o objetivo de um dia poder entrar no céu.
Para isso existem alguns fatores em que nós temos de nos preocupar, como amar o próximo, fazer realmente o bem, deixar de julgar, falar dos outros e muitos mais tópicos que não vou mencionar.
E a sua sexualidade é importante para você? Você sabe o que é sexualidade? Neste momento deve estar intrigado com as minhas perguntas, deixe-me esclarecer uma coisa, sexualidade não é apenas sexo, é um termo abrangente que inclui vários fatores, como de indivíduos, opções sexuais, idade e comportamento.
A sexualidade é a capacidade de a pessoa entender o seu comportamento em relação à outra pessoa na relação sexual, no caso falamos que a sexualidade é a saúde de um individuo perante o sexo.
É possível juntar esses dois mundos dentro de uma pessoa e existem vários exemplos de como isso é possível, claro que você agora se pergunta como, na Bíblia Sagrada existem muitos exemplos disso, homens e mulheres que acreditaram em Deus, serviram a Ele e O honraram, sem deixar de lado a sua convivência com a pessoa que estava do seu lado, o maior exemplo disso é o Rei Salomão, Elcana e Ana, Jacob e Raquel, Rute e Boaz, David e muitos outros.
Na realidade o que eles fizeram foi simplesmente amar a Deus sobre todas as coisas e mesmo assim continuar se amando como pessoas, amar quem estava do seu lado e se preocupar em fazer a outra pessoa feliz, então, a relação sexual se torna importante no seu casamento, mas não deve ser a única preocupação do casal, e sim uma ligação de amor que Deus os deu no casamento de ser feliz um com o outro, se todos puderam fazer isso no passado, hoje também devemos ter essa capacidade, amar e cuidar significa ajudar uma árvore a crescer (casamento ou relacionamento) com uma raiz forte e bem alicerçada para que possa ter um tronco forte, galhos viçosos capazes de dar folhas, flores, frutos e ainda abrigar.
Então, casar esses dois mundos (ser evangélico e a sua sexualidade) é querer cuidar da sua alma e cuidar do seu(a) parceiro(a). Apesar de a salvação ser individual, quando casamos tornamo-nos um só, mas se uma parte fizer o(a) parceiro(a) trair por falta de carinho, atenção, amor, sexo, apoio no casamento, será que perante Deus você não vai ter alguma responsabilidade? Devemos cuidar de quem está do nosso lado, porque estamos a cumprir uma determinação deixada por Deus e Jesus Cristo, “amar o teu próximo como a você mesmo”, quem é o teu próximo mais perto de você?
Seja feliz no seu casamento!

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS
Cadastre o seu e-mail para receber informações e novidades sobre o nosso portal.