20
Dom, Jan

Evangelismo
Fontes

“Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica” (2 Coríntios 3.6). Ao conversar essa semana com uma pessoa a respeito de lermos mais a Bíblia, ouvi a seguinte frase: “Não me dedico à leitura da Bíblia, porque, você sabe, a letra mata, mas o Espírito vivifica”. Num primeiro momento fiquei calado, pois achei que a pessoa estava brincando, mas ao perceber que era essa a interpretação que ela dava ao texto, resolvi ajudá-la a interpretar melhor essa passagem.

Se seguirmos o texto acima, perceberemos que o autor de Coríntios fala a respeito de letras em pedra e cita Moisés. E são essas letras escritas na pedra que matam, ou seja, a lei. Uma melhor tradução seria a lei mata, mas o Espírito vivifica. Mas, por que a lei mata?

Muitas vezes somos tentados a ler os 10 mandamentos (letra escrita na pedra) sem saber o que acontece com quem não cumprir os mandamentos. Os 10 mandamentos podem ser encontrados em Êxodo 20 e Deuteronômio 5. Em Êxodo 20.3 encontramos o primeiro mandamento que é não ter outros deuses além de Deus e a punição para quem não cumprir esse mandamento é a morte (Dt 13.6-10).

O segundo mandamento é não fazer imagem (v. 4) e a punição para quem não cumprir é a morte (Êx 32.23-28). O terceiro mandamento é não tomar o nome de Deus em vão (v. 7) e a punição para quem não cumprir é a morte (Lv 24.11-14). O quarto mandamento é guardar o sábado (v. 8) e a punição para quem não cumprir é a morte (Nm 15.32-35). O quinto mandamento é honrar pai e mãe (v. 12) e a punição é a morte (Dt 21.18-21). O sexto mandamento é não matar (v. 13) e a punição é a morte (Ex 21.12). O sétimo mandamento é não adulterar (v.14) e a punição é a morte (Lv 20.10). O oitavo mandamento é não furtar (v. 15) e a punição é a morte (Ex 22.2). O nono mandamento é não dar falso testemunho (v. 16) e a punição é a morte (Dt 19.16-19). O décimo mandamento é não cobiçar (v. 17), porém, para esse pecado, num primeiro momento, não há punição de morte, mas esse pecado
pode gerar um dos nove pecados anteriores. Por isso, Jesus disse que só de pensar já cometeu pecado (Mt 5.28).

É por isso que o apóstolo Paulo disse que a letra, ou seja, a lei mata. Porque a consequência para quem fosse flagrado descumprindo a lei era a morte. A Bíblia não pode se contradizer. Como pode o Salmo 1 falar que o nosso prazer é meditar na lei do Senhor de dia e de noite (v. 2) e o texto acima dizer que o conhecimento mata? A resposta para tal pergunta é exatamente a interpretação errada desse texto.

Para quem prefere continuar interpretando o texto de forma equivocada faço os seguintes questionamentos: será que se eu chegar para um engenheiro ou um médico ou ainda um advogado e disser que o conhecimento pode torná-lo um péssimo profissional, ele concordará comigo?

O que esses profissionais ganham ao aprender mais? Por que as empresas dão cursos para seus funcionários ou os estimulam a estudar? O que essas empresas ganham com isso? O que ganharemos se lermos mais a Bíblia? Lembre-se, Jesus disse que se conhecermos a verdade, ela nos libertará (Jo 8.32). E a maneira de O conhecermos é lendo a Bíblia. Conhecimento não é transmitido por osmose, mas, como dizia o lema de Calvino, era necessário oração e trabalho (Orare et Labutare).

Essa semana quero lhe desafiar a meditar na lei do Senhor todos os dias. Que o lema da reforma venha ser nossa prática, orare et labutare. Afinal, o mesmo Paulo que escreveu o texto acima também disse que a lei é santa, justa e boa (Rm 7.12). Que o Senhor abençoe sua semana prazerosa
de leitura bíblica.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS
Cadastre o seu e-mail para receber informações e novidades sobre o nosso portal.