23
Qua, Mai

Devocional
Fontes

15 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: Levítico 2.1-3

Quando alguém trouxer uma oferta de cereal ao SENHOR, terá que ser da melhor farinha (Lv 2.1a).

Quando lemos sobre os sacrifícios exigidos por Deus ao povo de Israel no Antigo Testamento podemos lembrar logo do que Cristo fez na cruz. É como se fossem um quadro de sua morte pintado com antecedência, facilitando o reconhecimento, mais tarde, de que o sacrifício de Cristo era necessário e foi definitivo. 

No versículo em destaque, vemos que a farinha deveria ser da melhor qualidade. Isso não lembra o fato de Jesus ter se apresentado como o Pão da vida? A pureza da farinha também lembra que jamais houve falhas no caráter de Cristo, plenamente sujeito ao Pai, sem qualquer mancha ou corrupção: perfeito! Além disso, quando lemos que os sacerdotes podiam ficar com o restante da oferta, podemos relacionar isso com o fato de que os que creram recebem os benefícios do sacrifício de Cristo: acesso ao Pai, perdão dos pecados e vida nova e eterna com ele.
O livro de Levítico demonstra a santidade de Deus em contraste com a pecaminosidade humana. Infelizmente, os israelitas transformaram as exigências divinas em rituais sem sentido, chegando ao ponto de Deus rejeitar sua adoração porque não havia qualquer arrependimento demonstrado nela.

E nós, que tipo de culto oferecemos a Deus? Estamos dedicando o que temos de melhor – nós mesmos? Deus quer que consagremos nossa vida a ele antes de qualquer oferta, culto ou serviço. Isso envolve reconhecer e arrepender-se de nossos pecados, pedindo perdão a Deus por eles; mudar a direção da vida, passando a seguir o caminho de Deus e entregando tudo em suas mãos. Você já fez isso? Se ainda não, hoje você tem a oportunidade de voltar-se para Deus e, por meio de Cristo, passar a viver com ele e para ele. Se você já é cristão, adore a Deus da melhor forma que puder! – MJT

O melhor que podemos oferecer a Deus é a nossa vida!

Cadastre o seu e-mail para receber informações e novidades sobre o nosso portal.