23
Seg, Jul

20 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: Êxodo 18.5-23

Como é bom um conselho na hora certa! (Pv 15.23b)

Talvez um dos relacionamentos mais complicados seja com os sogros, e destes com os cônjuges de seus filhos. Apesar de em muitos casos haver simpatia mútua, é preciso considerar que muitas famílias são diferentes em seus hábitos, conceitos, tradições, crenças – e isso pode gerar conflitos. Hoje lemos sobre a visita de Jetro ao seu genro. Em todo mundo conhecido da época, o assunto mais comentado era o que o Senhor fizera por Israel. Jetro teve o privilégio de ouvir isso contado por aquele que liderava o povo e teve participação direta nos milagres. Tudo isso levou Jetro a glorificar e adorar a Deus.

Sua visita, porém, não foi apenas festa. Ele ajudou Moisés em algo que este talvez nem percebesse que estava prejudicando a si e ao povo. Ao ver aquela situação tão improdutiva e que em breve esgotaria a todos, Jetro interferiu. Não como alguns sogros e pais que dizem: “Faça isso” ou “Não faça aquilo”. Ele ofereceu um conselho muito sábio: dividir a tarefa com homens íntegros e tementes a Deus. Não foi orgulhoso, esperando que Moisés fracassasse para então ensinar-lhe, de modo arrogante, o que fazer. Permitiu que Deus o usasse para melhorar o atendimento das questões do povo e transmitiu um ensino que pode ser aplicado em nossas vidas hoje: não precisamos fazer tudo sozinhos! Vivemos num mundo muito competitivo, em que muitos têm medo de delegar ou não confiam em seus colaboradores. Mas é sempre confortante pensar que não precisamos chegar ao ponto do esgotamento, pois a Bíblia nos ensina que dividir tarefas e trabalhar em equipe pode ser muito bom para todos.

Moisés também não foi orgulhoso: compreendeu que o conselho era sábio e que seria tolice não segui-lo. Por causa do bom relacionamento entre eles, todos foram beneficiados.

E você, ouve e aceita conselhos de seus familiares? Ter humildade diante de um conselho sábio pode mudar nossa vida e nos poupar muito sofrimento! – VWR

“Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio” (Pv 19.20).

19 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: Salmo 127.1-5

Se não for o SENHOR o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o SENHOR que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda (Sl 127.1).

O texto que você acabou de ler trata de assuntos comuns que envolvem nossa vida: construção de uma casa, segurança, trabalho, descanso, filhos e conflitos. Diante dessas situações podemos ter duas posturas: encarar tudo isso com nossas próprias forças ou permitir que o Senhor esteja conosco. Nesta segunda opção é como se ele fosse nosso “sócio” em todos estes empreendimentos, pois certamente nos ajudará a realizar aquilo que estiver de acordo com sua vontade.

Em Provérbios 16.3 está escrito: “Consagre ao SENHOR tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos”. Porém, isso não significa que todas as dificuldades serão eliminadas. Jesus mesmo disse que neste mundo teríamos aflições (João 16.33b). Contudo, contar com a presença de Deus torna nossa vida mais leve, mesmo em meio às dificuldades. Jesus convida a todos os cansados e sobrecarregados para que o busquem, pois nele encontrarão descanso (Mateus 11.28).

Diante das situações da nossa vida que surgem em decorrência de questões como moradia, segurança, trabalho, descanso, filhos e conflitos, Jesus nos ensina que não precisamos nos preocupar. Em Mateus 6.25-34 ele usa como exemplo o seu cuidado com as aves do céu e os lírios do campo: se ele cuida muito bem desses seres, quanto mais de nós! Ele sabe que nos ocuparemos com o que faz parte de nosso dia a dia, mas nos exorta a fazer isso na certeza de que ele proverá aquilo de que necessitarmos. 

Não sei de que forma você tem encarado as situações de sua vida. Deus quer ajudá-lo, para que você encontre segurança e tenha êxito naquilo que fizer. Se você ainda não entregou sua vida a Cristo, faça isso! Você vai descobrir que não há pessoa melhor para estar ao nosso lado do que o próprio Deus! – MP

Quem vive com Deus pode contar com sua ajuda em cada assunto de sua vida.

17 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: Mateus 1.16-17

A vida se manifestou; nós a vimos (1Jo 1.2a).

O evangelho de Mateus começa com a genealogia de Jesus e, se você ler desde o versículo 1, verá que ele pertence à linhagem de Abraão e Davi, o que comprova que ele é o Messias. Trata-se de uma forma de apresentar o filho de José e Maria conferindo-lhe lastro histórico e messiânico. Ao final, Mateus enfatiza que José é o marido de Maria, de quem nasceu Jesus. Neste ponto (v 16), é como se o temporal encontrasse o atemporal: Jesus, filho de Maria (o temporal e humano), é chamado Cristo, palavra grega que significa Ungido e se originou da palavra hebraica para Messias (o atemporal e divino). Se você observar a genealogia do evangelho de Lucas (3.23-38), verá que ela é totalmente diferente: começa no próprio Jesus e retrocede até Adão e Deus, provavelmente desenvolvida a partir da linhagem de Maria, ressaltando o aspecto humano e divino de Jesus. 

De qualquer modo, a genealogia de Jesus mostra que a entrada de Deus na história humana se dá em um momento específico, trazendo o eterno para dentro do cotidiano. A genealogia de Jesus envolve todo tipo de gente, mostrando sua conexão com a realidade humana, que nem sempre (quase nunca!) é idealizada! Toda essa sucessão de gerações culmina na entrada de Deus no mundo, o Natal, que estamos prestes a celebrar! O eterno habitando o temporal. O Natal é isso, não é?! Deus saindo da eternidade e vindo fazer morada na temporalidade, fazendo-se igual a nós para nos reconciliar com ele e inserir-nos em sua própria história e linhagem eterna. Ele recebe-nos como filhos (sendo Jesus o primogênito), como parte da família da fé e participantes da sua própria natureza divina. O Natal é Deus nos buscando para tornar-nos plenamente seus. O amor nascendo e vindo a nós. É esse o Natal que vale a pena celebrar: o divino se fazendo humano, trazendo a nós, que somos temporais e humanos, a comunhão eterna e divina com o Deus de todas as coisas e de todos os tempos! – WMJ

Jesus dá significado eterno ao Natal.

18 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: Mateus 1.18-23

Assim diz o Alto e Sublime, que vive para sempre, e cujo nome é santo: “Habito num lugar alto e santo, mas habito também com o contrito e humilde de espírito, para dar novo ânimo ao espírito do humilde e novo alento ao coração do contrito (Is 57.15).

Ele está entre nós. Jesus deixou claro isso quando disse antes de subir ao céu: “Estarei sempre com vocês” (Mt 28.20). Podemos confiar: Deus está conosco todos os dias. Em Mateus 1, quando José fica sabendo que Maria está grávida, resolve deixá-la de forma discreta para não difamá-la. Naquele momento aparece um anjo do Senhor para lhe explicar o que houve e instruí-lo a receber Maria. Suas palavras foram de grande conforto para José, que amava Maria e a tinha escolhido como esposa. Mas maior foi o conforto e a alegria dele quando ficou sabendo que o filho que ela esperava era o Filho de Deus. O anjo do Senhor disse que seu nome deveria ser Jesus, “porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” Disse também que Jesus seria chamado de Emanuel, nome de forma hebraica– “Emanu” significa “conosco” e “El” refere-se a “Elohim”, ou Deus. Deus conosco!
Jesus, nascido de Maria, gerado pelo Espírito Santo, foi literalmente Deus presente. Ele andou no meio do povo, alimentou-se, fez milagres e ensinou pessoas. Mas mesmo quando subiu aos céus não deixou de ser Deus presente. A presença de Deus, mais do que física, foi e continua a ser presença espiritual. Temos um Deus que não precisa estar presente de forma visível para ser visto. Ele sempre está entre nós, mesmo quando não sentimos sua presença. Deus não está distante, é Deus “conosco”, ele está com a gente. O Deus “Elohim”, Deus forte, poderoso, criador, transcendente, acima de todos os “deuses”, é o Deus que habita com o homem humilde e pecador. O Magnífico em toda terra é o “nosso” Senhor. Deus é o “nosso” refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações (Sl 46.1). – HSG

Deus é nosso refúgio seguro; nele jamais seremos abalados.

16 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: 2 Tessalonicenses 2.13-17

Que o Senhor os faça compreender melhor o amor de Deus por vocês e a firmeza que ele, Cristo, dá (2Ts 3.5, NTLH).

“Deus o abençoe!” Quantas vezes ouvimos e expressamos este voto. Desejamos as bênçãos de Deus aos irmãos na igreja, a amigos e a familiares a quem queremos bem. Mas o que realmente queremos dizer com esta frase?

Na leitura bíblica de hoje, observamos Paulo dizendo seu “Deus os abençoe!” aos cristãos de Tessalônica. Como? Expressando seu desejo de que Deus encha o coração deles de ânimo, tornando-os fortes, dotados de coragem que não acaba e esperança firme. É isto que Paulo quer para seus irmãos. No começo do capítulo 3 ele arremata esse voto com o versículo em destaque: que o Senhor mesmo os faça compreender melhor o seu amor por nós. Ah, como precisamos disto! Na medida em que vamos caminhando com Cristo e compreendendo melhor o seu amor, ficamos fortes, firmes, com uma convicção que nos mantém no caminho certo mesmo sob pressões e diante de ventos contrários. Quando compreendemos melhor o amor que Deus tem por nós, o temor diminui, o companheirismo aumenta e a confiança só se fortalece. 

Na parábola que Jesus contou sobre o filho pródigo (Lucas 15), este volta para a casa e compreende que, apesar de tudo, o pai continua o amando e esperando ansiosamente por sua volta. Entende que permanece na posição de filho amado, e assim é recebido para desfrutar de todos os bens, mas principalmente da presença do pai. É assim que Deus nos ama e deseja que venhamos a entender e aceitar o seu amor. Deus nos amou tanto que não quis nos ver longe dele, numa terra distante e passando fome. Por isso, enviou Jesus Cristo para reconciliar a cada um de nós, por natureza desobedientes, com um amor incondicional. 

Que o seu próximo “Deus te abençoe!” também expresse este desejo: “que você compreenda cada vez melhor o amor de Deus”. – CTK

A melhor bênção que vem de Deus é poder desfrutar do seu amor.

Mais Artigos...

Cadastre o seu e-mail para receber informações e novidades sobre o nosso portal.